Ponto de situação Dieselgate: 07-04-2016

A telenovela dieselgate continua a desenrolar-se e fica mais um um ponto de situação sem tretas, conservantes ou adoçantes acrescentados.
Reparações atrasadas por consumos elevados - rumor
O ultimo rumor é que as reparações dos motores afectados pelo dieselgate estão a ser adiadas porque a reparação está a causar uma aumento de consumos. Quando a VW apresentou a reparação a aplicar nos motores afectados na Europa disse que não haveria impacto sobre consumos e a KBA alemã deu luz verde para avançar com a primeira recolha o VW Amarok e 90.000 Audi A4, A5 e Skoda Superb com o 2 litros TDI em Janeiro. Em seguida deviam ser recolhidos cerca cerca de 160.000 VW Passat mas segundo os media alemães essa recolha foi suspensa.
Um porta-voz da Volkswagen já veio confirmar o adiamento mas diz que é apenas para verificar os efeitos das reparações nas emissões de CO2, ruído e consumos estão conformes a lei. A KBA está a efetuar estas verificações e as conclusões devem ser apresentadas em breve.


Tic-tac Volkswagen parte 2
No final de Fevereiro o juiz federal que está a acompanhar este processo tinha dado à Volkswagen até ao dia 24 de Março para apresentar uma forma de reparar os veículos afetados pelo Dieselgate...data limite que chegou e passou sem solução à vista. Mas como estão a ser feitos progressos o juiz Charles Breyer estendeu o limite para um acordo até ao dia 21 de Abril. Se até lá não haver acordo o juiz avança com o processo legal o que significa o pior cenário possível para Volkswagen.


Não há devoluções
Quando o dieselgate rebentou surgiram uma série de organizações, a DECO portuguesa incluída, a dizer que era possível devolver o seu Volkswagen e pedir o dinheiro de volta se o veiculo estivesse envolvido neste debáculo. Algo que não é verdade mas isso não impediu pessoas de tentarem.
Um cliente tentou cancelar a encomenda de um Tiguan que tinha feito num concessionário porque segundo este a manipulação da Volkswagen tornou o seu automóvel sem valor para quando o quiser vender em segunda mão. O tribunal alemão rejeitou o pedido de cancelamento porque o concessionário não era responsável pela falsificação das emissões. Ou seja, se querem alguma compensação vão ter que se juntar à longa lista de governos, investidores, clientes e empresas de advocacia que pretendem processar a VW.


Apenas Volkswagen usa dispositivos de falsificação
Segundo uma noticia do jornal alemão Handelsblatt, a autoridade de transportes alemã KBA já terminou os seus testes e teve acesso ao relatório final que só será publicado no final de Abril. Segundo este jornal a KBA apenas encontrou "dispositivos" de falsificação de emissões em automoveis da Volkswagen.
Automóveis de outras marcas teram tido irregularidades dentro dos limites legais durante os testes em estrada.

0 comentários:

"