Mazda RX-Vision apresentado

Creio que não exagero que quando a Mazda apresentou este concept e confirmou que tinha um motor Wankel debaixo do capot, todas as outras novidades do Salão de Tóquio passaram para segundo plano: este é o Mazda RX-Vision, e que visão que é. A Mazda sempre se bateu pela diferença, diferenciar-se dos restantes construtores automóveis - tem o MX-5, os motores skyactive de altíssima compressão e os motores rotativos. Sim, estes desapareceram com o RX-8 em 2011 incapazes de cumprir as normas de emissões, mas este RX-Vision vem acender uma luz ao fundo do corredor - será que podemos tê-los de volta?


Infelizmente nada se sabe sobre esta nova geração de motores rotativos excepto o nome: SkyActiv-R, é a gasolina e que a tração é traseira. O design segue a receita tradicional dos coupes: um longo capot que se prolonga pelas portas com a compartimento de passageiros puxado bem para trás. Acrescenta-se as linhas da actual gama Mazda e quem sabe poderá a vir ser o RX-9, quem sabe em 2017 quando o seu motor rotativo completar 50 anos de vida - o Cosmo Sport 110S foi lançado em 1967.



Curiosidade: todos os sites que acompanharam a apresentação deste coupé ao vivo dizem o mesmo: que os representantes da marca confirmam para breve uma alternativa acessível aos Porsche Cayman/Boxster e que não desistem do motor Wankel.

0 comentários:

"