Trivialidades de 4 rodas

Edição "Vencer a inercia"

Graças à 2ª lei de Newton os automóveis "querem" ir sempre em linha recta a uma velocidade constante - inércia. Infelizmente a vida real tem algo chamado de curvas e contas elevadas de mecânica - e é ai que entram os pneus e algo que já abordamos: o atrito, para nos manter na estrada.

Mas quando encontramos uma força maior que o atrito (curva apertada, travagem ou aceleração súbita) ou quando o atrito é reduzido (água a mais ou gelo) entramos em derrapagem e acabamos por ter um acidente. O que fazer?


Automóveis de tração dianteira
Quando tentamos fazer uma curva depressa demais ou travamos demais na curva as rodas dianteiras perdem aderência e o automóvel não consegue fazer a curva e segue em frente - o que se chama de subviragem. Se isso acontecer deve tirar o pé do acelerador ou travão, e até endireitar o volante momentaneamente se possível, para que os pneus recuperem a aderência e consiga fazer a curva.

Automóveis de tração traseira
Ao acelerar ou travar durante a curva as rodas traseiras podem perder a aderência e a traseira passa para a frente. Se isso acontecer deve tirar o pé do acelerador ou do travão e virar o volante para a direcção oposta da curva.

Top Gear explica


Mas evitar estas situações pode começar logo com a compra do seu automóvel, novo ou usado, assegurando que compra um com alguns dos sistemas modernos de segurança:
ABS ou anti-lock braking system: se durante uma travagem uma roda deixa de rodar o sistema automaticamente (e rapidamente) liberta e volta a aplicar os travões para que a roda rode e recupere aderência. Este sistema é obrigatório em todos os automóveis novos apartir de 2014
ESP ou Electronic Stability Program: este sistema usa informação de uma série de sensores do automóvel para detectar se está a entrar em derrapagem e trava uma ou mais rodas enquanto reduz a potência para recuperar o controlo. Opcional em muitos automóveis mas obrigatório de serie em todos os automóveis novos fabricados apartir de 1 de Novembro 2014

Tiff explica

0 comentários:

"