Trivialidades de 4 rodas

Edição "Atrito com 4 rodas"

Adoro Física porque a Física explica tudo e vence sempre. E o automóvel é uma verdadeira demonstração da Física em acção - hoje queria falar do atrito.

Nada é completamente suave. A superfície de todos os objectos têm um "perfil" que raspa de encontro a outra superfície com a qual entre em contacto. O resultado é uma força que não permite com que nada se mova livremente: o atrito, que vem em 2 variedades: estático e dinâmico.

Atrito Estático: atrito entre 2 superfícies paradas, É o que assegura que o seu automóvel fica no mesmo sítio com o estaciona e também mantém o carro colado à estrada quando está em movimento.
Atrito Dinâmico: quando tentam arrastar algo custa arrancar, mas depois de começar a mover é mais fácil - continua a haver um atrito excepto que bem mais fraco. O atrito existente entre 2 superfícies que deslizam uma sobre a outra depois de vencido a força inicial. Quando os seus pneus estão colados à estrada temos o atrito estático, quando perdem aderência passa a ter atrito dinâmico e tem um acidente.

Construir um automóvel é um complexo equilíbrio de atritos, porque consegue ser simultâneamente bom e mau para o automóvel.
Bom
- Pneus: sem o atrito de pouco serviriam, o atrito é o que permite com que os pneus se agarrem à estrada e sem ele o automóvel simplesmente não sairia do sitio (apenas patinava) e/ou despista-se.

- Pedais: sem atrito ao carregar no travão o pé pode escorregar do pedal. É por isso que os pedais tem uma cobertura de borracha com um perfil abrasivo.
- Assentos e volante: é a fricção entre a sua roupa ou pele e o tecido do assento/volante que o mantém no lugar.
- Travões: estes funcionam quando pastilhas que estão imóveis no suporte da roda são apertadas de encontro ao disco que roda com o pneu até que este pare com a energia cinética do automóvel em movimento a ser transformada em calor.

Mau
- Pistões: para funcionarem da forma mais eficiente os pistões devem encaixar o mais possível dentro dos seus cilindros, mas podem raspar na superfície e perder energia sobre a forma de fricção. Para assegurar que isso não acontece as paredes dos cilindros e pistões são lubrificadas.
- Caixa de velocidades: um de muitos conjuntos de múltiplas peças mecânicas constantemente em movimento num automóvel, que para assegurar que a fricção não é um problema estão mergulhadas em lubrificante. Este cria uma camada separadora entre as várias peças.
- Aerodinamica: podemos não o ver, mas para o o automóvel se mover ele tem que empurrar para fora do caminho o ar que está à sua frente - ar que causa atrito.

0 comentários:

"