Fiat abandona o Punto?

É o que diz a Bloomberg. Sergio Marchionne disse que iria apresentar em Abril (mais) um plano para o grupo Fiat, e depois de vários que planos que não foram a lado nenhum na Europa e da situação a que chegou a Fiat este tem que ser "o tal".
 
Nada de concreto se sabe do que virá, excepto uma noticia da Bloomberg, que citando fontes dentro da Fiat, diz que o grupo planeia investir 9 mil milhões de euros em novos modelos para acabar com as perdas, incluindo acabar com o Punto. Os planos incluem reduzir a oferta da Fiat a variantes do Panda e do 500, e aumentar o volume da Maserati e Alfa Romeo.

Faz algum sentido - a Fiat fica com a gama acessivel, a Alfa Romeo com o gama média e a Maserati com o topo de gama. Na Maserati as coisas têm corrido muito bem - desde que chegou o Ghibli a marca recebeu mais de 23.000 encomendas este ano quando em 2012 só vendeu 6.200. Ao cortar o Punto e focar no Panda/500 que é produzido na Polónia onde a produção é mais barata, ficando as fábricas italianas com os Jeep e Alfa's. Uma coisa é certa, o tempo está a acabar para Marchionne e este plano esperado para Abril de 2014 é bom se seja "o tal" caso contrario o cenário fica muito mau para Sergio e Fiat.

0 comentários:

"